Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Núcleo Ouroboros une teatro e circo para contar história de Peter Pan

Núcleo Ouroboros une teatro e circo para contar história de Peter Pan

O Núcleo Ouroboros de Divulgação Científica da UFSCar estreia, nos dias 25 e 26 de junho, a peça teatral “Peter Q. Pan: em busca da Ouroboros”. Com um elenco diverso e números circenses, o espetáculo homenageará Claudia Rodrigues, ex-integrante do grupo que faleceu em 2015.

A diretora geral da peça e coordenadora do Ouroboros, Karina Omuro Lupetti, explica que se trata de uma junção de várias versões em uma adaptação do Ouroboros, inspirada no filme “Peter Pan: A origem”, com alusões à figura do alquimista e da própria ideia da Terra do Nunca sendo um lugar definido pelo espaço-tempo.

“Vários personagens da história original estarão representados, mas como a proposta dessa vez foi deixar a arte circense em evidência, a linguagem corporal estará muito mais presente que as falas teatrais em si”, salienta Karina. Ensaiando desde fevereiro de 2016, o elenco mostra, no espetáculo, técnicas circenses aéreas de tecido e gota, além de acrobacias de solo, contato e swing, saltos e perna de pau.

De acordo com Karina, os atores e atrizes são todos amadores; são pessoas da comunidade de São Carlos, alunos de ensino básico, alunos e servidores da UFSCar, alunos da USP e um membro do Grupo Olhares. “Reunimos um pessoal que topou fazer essa peça-homenagem em um tempo relativamente curto e está se dedicando para que aconteça da melhor maneira possível. A maioria nunca fez circo. Alguns já fizeram teatro ou outras práticas esportivas, mas se mostram muito habilidosos. Está sendo um prazer trabalhar com todos”.

O elenco atual conta com 8 pessoas em cena e um musicista que irá tocar os instrumentos feitos em vidro pelo mestre vidreiro do Departamento de Química. A peça conta ainda com a equipe de apoio e dois diretores, Ricardo Fruque, diretor circense, e Karina na direção geral. “Destaco a dedicação e competência do diretor circense, cuja parceria desde então só mostra o quanto circo e ciência podem caminhar juntos”, elogia Karina.

Originalmente, o grupo escolheu a história de Peter Pan, em 2006, para participar de um Festival de Teatro da Cultura Inglesa. Mesmo não sendo contemplado na premiação, a montagem seguiu adiante como uma forma de integração entre os alunos de Química da UFSCar, por meio do teatro e do circo. Após essa interrupção de 10 anos, um novo elenco se reuniu, algumas cenas foram mantidas e a peça ganhou um tom de homenagem a todos que participaram da primeira montagem e, em especial, à Claudia, que fazia o papel de Wendy, conta Karina.

Ingressos
As duas sessões do espetáculo acontecem a partir das 20 horas, na escola Estação do Circo (rua Gastão Vieira, 209, São Carlos, SP).

Os ingressos para o espetáculo “Peter Q Pan: em busca da Ouroboros” terão valores em forma de doações e a renda da bilheteria será revertida para uma instituição de estudo e pesquisa sobre o câncer, de escolha da família da homenageada. O ingresso não tem um valor fixo. “As pessoas podem pagar a quantia que quiserem, como se estivessem fazendo uma doação para a instituição. Quem não tiver condições, pode mandar um email para peterqpan2016@gmail.com pedindo o ingresso. Para avaliação do pedido, a pessoa deverá contar como seria sua viagem à Terra do Nunca. Haverá 10% dos lugares destinados a essas pessoas”, conta Karina.

Os ingressos podem ser adquiridos pelo email ou no Espaço Ventura - Núcleo Ouroboros de Divulgação Científica, que fica no DQ, na área Norte da UFSCar. O valor do ingresso pode ser depositado em conta (o número deve ser solicitado pelo email) ou pago no Espaço Ventura, de segunda a sexta-feira, das 8 às 12 horas e das 14 às 18 horas. Há limite de 100 vagas por noite. Na véspera da estreia (24/6), a organização do evento informará se ainda houver ingressos para os dias de apresentação.